"Cada palavra dita por um médico ao seu paciente é um veredicto. Assim como o escritor, ele deve avaliar cada palavra e saber usá-la com extremo rigor.”
Moacyr Scliar, médico sanitarista e escritor


Este grupo é direcionado para médicos que desejam obter uma melhor comunicação com seus pacientes.

Sobre a Medicina Narrativa

A Professora Dra. Rita Charon a partir da sua experiência clínica com pacientes de diferentes classes sociais e culturas em seu consultório, percebeu a importância de se considerar as distintas visões criadas pelos seus pacientes mediante o acometimento de uma doença.

A partir desses diferentes relatos observava que para uma boa aderência ao tratamento, levar em conta a singularidade de cada estória fazia toda diferença. Percebia que na formação médica acadêmica havia uma carência de recursos para estimular essa habilidade de ouvir sem padronizar, o que não favorecia a relação médico paciente.

Estimulada por esse desafio, criou na Universidade de Columbia em 2000 o programa de Medicina Narrativa, que visa estimular o aluno, através do estudo da literatura, a ler mais e a escrever mais sobre os seus sentimentos, promovendo uma maior introspecção e conexão com a pessoa do médico.

Este estudo demostrou que os médicos mais conhecedores de seus próprios sentimentos tendem a entender melhor seus pacientes.

Além dos textos célebres, os alunos também são estimulados, ao longo do curso a descrever de maneira minuciosa as experiências que tiveram com alguns doentes, estimulando dessa forma a capacidade de ouvir, pois para realizarem uma boa narrativa precisam ser bons ouvintes.

Segundo Rita Charon, o primeiro recurso de um médico durante a consulta é basicamente a história contada pelo paciente. E, para entendê-la, ele precisa compreender a essência desse relato.

Os profissionais capazes de apreender as singularidades das histórias de seus pacientes desenvolvem com eles uma relação mais próxima, promovendo a empatia, a confiança, favorecendo a aderência ao tratamento.

você está aqui

home / serviços / medicina narrativa